Vocações Diversas...

25/04/2015 18:52

Tendo em vista as mais diversas vocações em nossa amada Igreja, o ano passado foi publicado no site da diocese de Caratinga-MG um artigo de Dom Emanuel. Confira!


E as vocações sacerdotais e religiosas e os ministérios leigos?


A vocação vem de Deus, mas como descobrir quem é chamado se não anunciamos, se não tocamos no assunto, se não informamos as datas dos encontros? As congregações religiosas estão quase em todas em crise vocacional. Há quem diga, que é um problema do nosso tempo.

Eu penso diferente. Um menino ou menina, um jovem ou uma jovem de uma comunidade distante da matriz que talvez se sinta chamado(a), mas não houve ninguém falar como se faz para dar os primeiros passos, jamais chegará ao seminário ou ao convento. Uma das nossas Freiras Concepcionistas de Caratinga me disse que tinha uma vontade imensa viver só para Jesus. Sentia isso desde menina, mas não tinha nenhuma ideia como poderia realizar o seu sonho. Depois, uma pessoa leiga falou do assunto com ela. Hoje, já faz mais de quinze anos que ela é monja.

É preciso anunciar, dar testemunho com palavras e gestos, apontar os caminhos, anunciar os encontros com antecedência. Certamente, será preciso até mesmo facilitar o transporte, do contrário não acredito que as vocações possam desabrochar. Dizer que não existe mais ninguém que quer ser padre, religioso ou religiosa não é verdade.

É nesse sentido que queremos revitalizar as vocações sacerdotais, religiosas e os ministérios leigos. Sim, para ser um leigo engajado precisa também de chance para responder o chamado. Um(a) catequista, coordenador(a) de uma pastoral: da saúde, dos idosos, da criança; ser coroinha, ministro(a) extraordinário(a) da comunhão etc. Nada disso cai do céu.

Vamos recomeçar com gosto, padres, religiosos e religiosas, bispo a reinventar os meios que facilitem o desabrochar das vocações na nossa diocese. Vamos, todos nós que já somos engajados, que já estamos respondendo ao chamado, vamos falar da beleza do servir a Deus e à Igreja, falar da nossa alegria e do zelo que nós temos no desempenho do nosso trabalho.

Tenho certeza que muitas vocações de todos os tipos vão aparecer. Sem dúvida, tudo isso tem que ser envolvido com muita oração. Vamos continuar a rezar individualmente e de modo comunitário, nos grupos e nas igrejas. Lembremos que a messe é grande e os operários são poucos. O que Jesus nos pede? Ele nos pede três coisas: a primeira é a oração, a segunda é a oração, a terceira é a oração.

                                                                                                                      Dom Emanuel Messias de Oliveira

                                                                                                                            Bispo diocesano de Caratinga





Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!